quinta-feira, 22 de julho de 2010

Só quis dar um sentido às coisas...

Pintei com tons de futuro os velhos retratos e algumas páginas já foram arrancadas do espiral enferrujado.
Doei seus antigos discos e adotei os melhores romances que sobraram do seu acervo.
Apaguei os finais de meses para não ter que programar o amanhã.
Sob pressão, dei voz às razões, emudecendo velhas emoções.
Distraí o tédio mudando os canais da tv e maquiei algumas pretensões embaralhando a rotina da direção.
Inventei compromissos, menti sobrenomes e ri de outras promessas frágeis.
Rejeitei ao convite incerto dos atalhos.
Ninguém disse que seria fácil e eu paguei pra ver.
A obstinação acabou dissolvendo os velhos receios e as ilusões marcharam entre uma cegueira suspeita.
Eu só quis dar um sentido às coisas.
Aos poucos, senti de volta o chão abaixo dos pés e, num pico alto da cidade, o sol bateu no rosto outra vez.
Velhas contradições saíram sem tempo de uma despedida e novos sentidos chegaram pra nunca mais partir.

Grafite

2 comentários:

  1. Lindo texto moça!

    Estarei por aqui...

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o Blog!
    Estou seguindo aki também!!!

    Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Bezo no ♥ ! *.*

    ResponderExcluir

Mundo Leitor

É um mundo de palavras
rimadas ou não
pensadas, faladas
escondidas no coração

Mundo que é mágico
faz ser real a imaginação
Mundo que sonhei
E cantei numa canção

Mundo que é capaz
de me tirar daqui
Mundo que me dá paz
Pra dentro de mim posso fugir

Neste mundo me encontro
E as palavras me fazem um favor
Aqui eu sempre viverei
Aqui é o meu Mundo Leitor!


Autora: Dâmaris Góes

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...