terça-feira, 2 de outubro de 2012

Soneto de uma noite


Troco o dia pela noite,
Ando cheio de cansaço,
Tua voz, o que eu anseio,
Não me queres, o que faço?

Um desejo, um desespero,
Uma lua contorcida
Perante meus sonhos embriagados
Chorando e brilhando por poesia.

Noite, noite fria.
Imaculada, intocada, noite, dia.
A cor dos olhos, cor de lua seria.

Diante do cinzento, imenso céu de luz isento,
Noturno, soturno, escuro chão de cimento,
Não reluz no luar... Noite do tormento...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mundo Leitor

É um mundo de palavras
rimadas ou não
pensadas, faladas
escondidas no coração

Mundo que é mágico
faz ser real a imaginação
Mundo que sonhei
E cantei numa canção

Mundo que é capaz
de me tirar daqui
Mundo que me dá paz
Pra dentro de mim posso fugir

Neste mundo me encontro
E as palavras me fazem um favor
Aqui eu sempre viverei
Aqui é o meu Mundo Leitor!


Autora: Dâmaris Góes

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...