quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

A cidade sem ninguém

Nessa cidade, assim como em todas as outras pela qual passei, não há ninguém. Quero dizer, há pessoas e elas estão todas acomodadas em suas casas cercadas por outras pessoas que se importam com elas, mas nenhuma dessas pessoas me serve. Nenhuma delas me entenderia.
Todas elas tem casa, emprego, e pessoas para quem voltar. Têm cães, filhos, maridos, irmãos e pais e que as esperam toda vez que saem. Elas são importantes para alguém, diferentemente de mim, elas são alguém.
Se eu achasse uma pessoa que assim como eu fosse ninguém nós poderíamos então seguir juntos, mas ela não esta nessa cidade e eu continua a procurá-la, passando por inúmeras cidades sem ninguém.
Nessa cidade, assim como em todas as outras pela qual passei, não há ninguém...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mundo Leitor

É um mundo de palavras
rimadas ou não
pensadas, faladas
escondidas no coração

Mundo que é mágico
faz ser real a imaginação
Mundo que sonhei
E cantei numa canção

Mundo que é capaz
de me tirar daqui
Mundo que me dá paz
Pra dentro de mim posso fugir

Neste mundo me encontro
E as palavras me fazem um favor
Aqui eu sempre viverei
Aqui é o meu Mundo Leitor!


Autora: Dâmaris Góes

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...